SHQ Indica – Asa Noturna nº 1 – Rebirth

Uma das revistas presentes na fase Rebirth, que chegou há pouco tempo no Brasil, é a nova revista do Asa Noturna. Depois de dois anos sendo um agente secreto da Spyral, o herói retorna com seu clássico uniforme azul e preto, como se nada tivesse acontecido (no bom sentido). E a panini lançou as primeiras edições, mostrando retorno de Dick Grayson, tentando combater o Parlamento das Corujas!

Na sinopse da revista publicada no Brasil é o seguinte: Sob a batuta do roteirista Tim Seeley (Grayson) e do desenhista Javier Fernández (Capuz Vermelho/Arsenal), Dick Grayson volta a Gotham City em Asa Noturna vol. 1, pronto para retornar sua carreira heroica de uma vez por todas. Mas o que o herói não sabe é que um novo vilão — ou aliado —, um antigo amor, uma ancestral conspiração criminosa e até seu próprio mentor não estão dispostos a facilitar esse retorno!

Asa Noturna, como dito anteriormente, voltou como se não tivesse se ausentado. Apresenta um charme, um humor extrovertido, tanto interagindo com seus amigos e aliados, quanto em suas lutas ou contra alguma ameaça. O clássico “herói zoeiro”. Mas tudo bem, é assim que ele ganhou fãs por todos esses anos. E a estória que o herói protagoniza traz uma certa leveza, com aquela pitada de aventura, marca-registrada do personagem. O destaque desta estória é o herói tentando se descobrir e seguir seu caminho sozinho, como Asa Noturna, e não como ex-parceiro do Batman ou mais um agente secreto recebendo ordens. E com certeza você acompanha a evolução desse redescobrimento, em cada edição.

Outro ponto interessante na estória, é que ela foca na confiança. Como um herói, que deve transparecer esperança para a população, deve confiar em um possível aliado? Asa Noturna vive muito esse dilema, depois que chega um dos capangas do Parlamento das Corujas, chamado Raptor, que, uma hora é um grande parceiro que Asa Noturna necessitava, outra hora é alguém que o herói precisa se distanciar e impedir urgentemente. A questão é que você aprende mais sobre o personagem a cada edição apresentada. Aliás, nessa edição, a trama de raptor é bem fechada, com começo, meio e fim, difícil acontecer em uma série de HQ’s mensais.

Vários personagens acostumados a serem protagonistas, são coadjuvantes na estória, como Batgirl, Batman e Damian Wayne (Que, por incrível que pareça, quando ele está perto de Dick Grayson, ele fica menos insuportável). Nenhum deles ofusca o protagonista, na verdade eles funcionam como suporte para que o herói brilhe. Não é surpresa que Asa Noturna é uma revista que precisa ser recomendada para os fãs da DC!

(Visited 85 times, 1 visits today)